O litoral do mar Adriático é de tirar o fôlego, os rochedos, a água verde cristalina, um calor de mais de trinta graus e o vento batendo no rosto enquanto a estrada vai se abrindo rumo aos confins da Itália, Eslovênia, Croácia, Bósnia Herzegovina, Monte Negro e Albânia. Prá quem acha que por aqui só existe frio, eu vou mostrar  que o verão na Europa é tudo de bom!

Claro que  viajante que é viajante, planeja. Mas viajar mesmo, é mudar a rota quando dá vontade, prolongar a estadia quando está bom e arranjar alguma desculpa por uns dias a mais.

Essa viagem foi realizada na segunda metade do mês de julho de 2014. Foram onze dias de pura diversão.

Nós saímos de Firenze na Itália rumo ao norte. A ideia era passar pela Eslovênia, percorrer a costa  da Croácia, dar um pulinho em Monte Negro, e chegar na Albânia para pegar o tragueto de volta para a Itália. Mais aí como fazia um tempo estupendo, e nós estávamos nos divertindo muito, acabou que a gente foi parar em alguns outros lugares também e o roteiro ficou assim:

Eslovênia 

  •  Pirano

Croácia 

  • Porec
  • Pula
  • Senj
  • Zadar
  • Parque Nacional KrKa
  • Sibenik
  • Dubrovnik

Bosnia Herzegovina

  • Medjugorje

Monte Negro

  • Sveti Stefan
  • Budva

Albânia

Itália

  • Bari
  • Nápoles
  • Pompéia

E as direções no mapa:

 1-mapa

1-mapa2

Preparativos para entrar no carro

Nossa road trip precisava de um veículo, e nós é claro, fomos com o nosso bom e velho Smartinho!

1-IMG_0153

Todo mundo pergunta como é que a gente conseguiu fazer uma viagem dessas com um carrinho de brinquedo, mas de brinquedo ele não tem nada! Foi até muito prático, porque em lugares como Dubrovnik por exemplo , localizados em regiões de encosta, estacionar às vezes é missão impossível.

Nossa primeira parada, era Pirano na Eslovênia. Para rodar pelas estradas da Eslovênia, é preciso comprar um selo e colá-lo no para-brisa. É uma permissão para as estradas e superestradas e se compra, pelo período que  for preciso. No nosso caso, uma semana estava de bom tamanho. O preço por uma semana é de 7,50 euros.

Nós já temos uma coleção porque gostamos muito da Eslovênia.

1-IMG_5725

Chegando…

1-IMG_0073

1-IMG_0069

Pirano 

Essa cidade no litoral da Eslovênia está situada na região da Ístria.  Tem um  relevo cárstico, que é aquele que sofreu corrosões nas rochas e acabou por favorecer o surgimento de grutas , cavernas e vales.

Para muitas pessoas, que não sabem onde fica Pirano, basta dizer que é uma cidade vizinha a Porto Rosa, que é bastante conhecida como localidade turística, cheia de cassinos, hotéis, restaurantes e também praias.

O nome Pirano, tem haver com “Pira” do grego, devido ao tempo em que era necessário acender uma tocha para indicar o rumo aos navegantes.

Na cidade de Pirano os carros não podem entrar, tem um estacionamento enorme na entrada da cidade e um micro ônibus para levar as pessoas até a praça principal.

Pirano é uma cidade medieval, com muitas vielas, muralhas, igrejas, praia e vistas maravilhosas do golfo do Trieste. Sua arquitetura lembra um pouco Veneza, que há tempos atrás exercia  domínio sobre a cidade. Hoje é protegida como monumento arquitetônico.

1-IMG_0066
1-IMG_0019

1-IMG_0041

1-IMG_0051

1-IMG_0063

1-IMG_0059

1-IMG_0056

1-IMG_0050  

Essa é a praça principal . No meio da praça principal, tem uma estátua do grande violonista Giuseppe Tartini, que ali viveu. e a praça se chama Praça Tartini.

1-IMG_0067

1-IMG_0027_2

Durante todo ano a cidade recebe muitos turistas, mas é o verão, a estação que mais atrai gente de toda parte. É uma delícia caminhar naquelas ruazinhas e de repente encontrar alguma manifestação artística pelo caminho.

1-IMG_0006_2

1-IMG_0009_2

Abaixo a Igreja de pedra vista de diferentes pontos da cidade.

1-0157ceca9aeca6f4c76c6064296e7cac87786f1204

1-012fe0acfc09548e3f8fb65f5974583e6d5e19ff78

Ao longo do mar tem muitos bares e restaurantes que ficam bastante cheios e a noite, são bastante concorridos. O entardecer é lindo.

1-011e2b491eda1c9a6f90edf6631ac6be780e5a0545

Essa foi minha segunda vez em Pirano, então, posso dizer que tenho um restaurante favorito e que sinceramente está na minha lista dos top 10 de melhores restaurantes de frutos do mar.

1-0116b6fb05b45391c165267a479c1ecc6b9d4c8581

1-01542c8b04f8222d7c4429e7f268b2e00b336613f3   1-010ed89638b68912e986c524c54e8d8168f7c4af86 Dessa vez nós ficamos hospedados em um hotel,  da outra em um flat. Ali é comum flats para alugar. Na verdade, nossa avaliação foi de que o flat tinha sido bem mais confortável.

1-013fc26ed02a430f71e13e0a0e4dbc09a01fb88638

Depois fomos indo em direção a Croácia, eu fiquei muito feliz com  estrada que era muito boa e tinha um panorama mais lindo que o outro.

1-IMG_0128

1-IMG_0125

1-IMG_0123

1-IMG_0122

Na parte da croácia, a região da Ístria é conhecida como um bom lugar  para se comer e beber. Ali também existe o cultivo de uva e oliva. O que mais  podemos querer além de óleo e vinho bons? Muitos frutos do mar e também uma carne de um gado chamado Boskarin. Além é claro, dos cafés deliciosos. Na Croácia, a tradição dos café é visível por toda parte. Eles adoram sentar-se nos cafés e jogar conversa fora. Muitos até, depois do café, tomam um pouco de Rakija , que é uma bebida de teor alcóolico entre 40 a 60% e é produzida através da destilação de frutas.

1-0178e72aa453e2a91bcfb570fd8ded0fc9a9a56c0b

1-01865daa63cfa3b01375c69b4c852fcaa861881ca6

Porec -Croácia

Ainda na região da Ístria, paramos em uma outra cidade chamada chamada Porec. Foi uma entradinha  rápida,para conhecer a praia porque queríamos chegar em Pula.

1-IMG_0074

A cidade de Porec tem mais de 2000 anos e é muito bonita. Ali tem várias ruínas romanas e uma catedral belíssima chamada Euprasius e o piso do centro histórico parece que foi todo lustrado. Aliás em vários lugares da Croácia são assim.

1-IMG_0079

1-IMG_0092

1-IMG_0089

1-IMG_0088

1-IMG_0086

1-IMG_0082

1-IMG_0076

1-IMG_0078

1-IMG_0075

E seguimos em direção a Pula.

1-IMG_0096

Pula

Pula é uma cidade grande  e a maior ali da região da Ístria. É uma cidade portuária, bastante desenvolvida.

A cidade data de mais de 3000 anos e devido ao seu passado político acabou por agregar pessoas oriundas de toda parte do Mediterrâneo. Ali se fala fluentes diversas línguas. Nós não tivemos nenhum problema com o italiano.

Como nós estávamos de carro foi fácil  girar pela cidade e ter uma boa ideia de como funcionava tudo. As praias que encontramos são típicas de  cidades portuárias, ou seja , alguma poluição possuem, mas a beleza dessa cidade não estava nas praias e sim no patrimônio histórico que ela possui dos tempos do Império Romano.

Ali tem um anfiteatro, mais conhecido como “Arena de Pula”, que é como o Coliseu de Roma.

1-01745be1c9dbb86c06ee2685758546d8f9ddcce713

1-IMG_0115

1-IMG_0104

1-01ab59b611101e78235e872ac89cf34ad3a75e7a0e

Nós ficamos em um apartamento que era vizinho ao Anfiteatro, dava prá ver da sacada.

1-IMG_0103

E tem também um centro muito charmoso com diversos restaurantes, lojinhas, muitos cafés aconchegantes, mercado central e muitos jovens pelas ruas.

1-IMG_0120

1-IMG_0118

Vestígios de gente jovem:

1-IMG_0130

1-01a1d340c6b32d67fc64824b9e4f4138d500892980

Lá o nome das ruas são todos escritos em croáta e em italiano.

1-IMG_0097

Tem também o arco chamado Arco de Sérgios

1-IMG_0110

Senj

1-IMG_0203

1-IMG_0159

1-IMG_0196

Essa era a vista da nossa rua.

1-IMG_0200

Essa cidadezinha foi muito interessante e nós adoramos. Uma ótima impressão da chegada. Nos estabelecemos em um apartamento que era vizinho ao cartão postal da cidade, o “Castelo de Nehaj”.

O Castelo de Nehaj  foi constrído em 1558. Esse lugar foi refugio de cristãos da Bósnia Herzegovina, chamados Uskoks. Eles pretendiam defender as fronteiras de Habsburg, mas a República de Venezia os tinha como piratas e acabou por declarar guerra contra eles e expulsá-los em 1617.

1-IMG_0195

1-013c7530cf927e4ef0809185fcbe6a67d7e46bd17f

1-01986e81481b7093d7f53825a3edf447bc8d101b4c

E o dia de praia foi nesse estilo:

1-IMG_0201

1-IMG_0163

1-IMG_0165

1-IMG_0175

1-IMG_0189

1-IMG_0190

1-IMG_0161

A noite depois de um dia de praia maravilhoso, nós fomos jantar no castelo. Ali dentro, além de museu é também um restaurante. Para nossa surpresa o preço era bastante razoável.

Vista do pôr-do-sol lá de cima do castelo:

1-01e2229c990b0a4bc639618ae78720fc9ceeb0bf4d

1-0170ba88b754e0198366b68b3b0d13498fd70dfb0e 1-018d0be3d1b3ee704f251c5e013667af6d15b09cb5 O vinho local que tomamos no jantar.1-01cc143f21db3c12de062fe5c0dcd206b9b6e4aa99

No dia seguinte, pé na tábua outra vez! Agora no sentido da Região Dalmácia.

1-IMG_0212

Zadar

Essa cidade medieval no norte da região da Dalmácia, vale a pena ser visitada! É muito bem cuidada e bonita. A cidade data do tempo da pedra lascada. Mas  hoje em dia é uma cidade cheia de vida e gente jovem, além é claro, de muitos turistas.

Durante o dia praia, turismo e cervejinha que ninguem é de ferro.

1-01a4cf9fa6dc17e2520ed1ec8a7c4e17e854e8f348

1-012b8a05eb9075c99c27edaf6225702b3bfec50ab4

1-010d87a7801397456a901ca9201cbc446545b20c1f

1-0173d27e62110fbc402c8cebde69b93ab8185a4fb7

1-01bae8f978d93dca4e23f8919c93f0289ad36c75a3

1-014d43c20f3ec533e862fc786e6981a6a0bc66a07d

A disposição dela é muito interessante, porque tem uma parte fora da muralha, o porto e o centro histórico dentro.

Tem que atravessar essa monte para entrar no centro histórico,

1-IMG_0258

1-IMG_0259

1-IMG_0255

Tem algumas lembranças do passado como o Fórum Romano que data do século I e a igreja de St Simon’s além de outros monumentos mais contemporâneos que adornam toda cidade.

1-IMG_0233

1-IMG_0235

1-IMG_0236

1-IMG_0252

1-IMG_0572

Algumas ruínas:

1-IMG_0245

O castelo de Zadar:

1-IMG_0211

1-IMG_0243

E quando escurece, a cidade fica mais linda ainda e nós fazemos um pouco mais de turismo e mais alguns brindes porque a gente merece!

1-01a3702e983a558def0660e2a18b7d257d1f6fda42

1-0174af22f665b1c1eef3be25d7de552ddb73d512db

1-01aa0ee1e243598a020e1a3a984fce1ec8039e72b6

1-012289afe6e8f79692cbb4d7ae0e5495fa1858e405

1-010b46e2b8194793f4937959e68b8b849344ff93f2

1-01ae6720f4d4319aef83307562e86224186857d41e

1-017cc1e41a0ca3c80fe1ebd5f76e514460b94de728

1-01a20199a1b7eddc0f26d76b5f6b1ed286e4885c28

Gente jovem nas ruas. Que astral!

1-019f18f0a42f82ac9284f995bfc0a30f0f49f7ba04

1-014f26e7492860d87da6ebc7894b3d3f4980206193

1-0167383bb697fdb0b1dbb11386c72b78e3217a502f_00001

Um bar legal que nós fomos

1-IMG_0239

1-016575806291e8c315cf9e22733e216652f125de89

A gente sempre acaba comprando algum souvenir.

1-IMG_0241

Próxima parada:

Parque Nacional KrKa 

1-IMG_0276

Indo em direção a Dalmácia Central, ao longo do Rio Krka está localizado este parque Nacional. É uma área de lazer realmente invejável para nós brasileiros.

Nessas minhas andanças eu acabo sempre, comparando culturas. No caso do Brasil por exemplo, a coisa que eu acho o pior vexame de todos, é que o povo brasileiro apesar de ser um povo com a melhor simpatia do mundo, é também muito porco. Eu fiquei maravilhada com a organização desse passeio e desse lugar. No Brasil provavelmente, estaria tudo poluído.

Foi assim, nós estacionamos o carro  em um lugar na entrada desse vilarejo que era bem próximo a Sibenick. Andamos por uns 15 minutos e atravessamos por dentro da cidade até chegar nesse porto onde pegaríamos um barco para chegar ao parque.

1-IMG_0374

1-IMG_0267

1-IMG_0265

Tudo organização de primeiro mundo. O ticket de entrada_

ticket

O parque era tão maravilhoso que é preciso mostrar as fotos para descrevê-lo. Olhem e confiram.

1-IMG_0362

1-IMG_0347

1-IMG_0346

1-IMG_0338

1-IMG_0337

1-IMG_0334

1-IMG_0329

1-IMG_0297

1-IMG_0296

1-IMG_0291

1-IMG_0289

1-IMG_0278

Para quem quiser visitar o parque, eu sugiro que visitem o site: http://www.np-krka.hr/en/

Nós passamos o dia ali e depois fomos para a cidadezinha de Sibenick passar a noite. Uma coisa que eu gosto muito no verão europeu, é que demora para escurecer e tem entardeceres deliciosos, ótimos para fazer um aperitivo.

Ficamos hospedados em um hotel ótimo, que era a cara dos anos 70. Pena que eu não tirei muitas fotos. Essa era uma flor na porta de entrada.

1-0190b18465b7a157ab6cc4a934b2dcf45b7eea1898

Na manhã seguinte depois de tomarmos o cafè da manhã de frente para um mar prá lá de azul, pegamos a estrada  rumo a Dubrovnik.

Pelo caminho…

1-IMG_0381

No mapa, tem um pedacinho da Bósnia Herzegovina que invade a Croácia. Então para continuar a estrada para Dubrovinik, seria preciso passarmos pelo controle da fronteira. Então, já que estávamos ali resolvemos andar um pouquinho mais  e dar uma olhadinha em Medjugorje na Bósnia.

Medjugorje – Bósnia Herzegovina 

visto

Essa cidade que muito pouca gente já ouviu falar, é uma cidade de peregrinação. É lá que as últimas visões da Virgem Maria aconteceram.

1-IMG_0395

1-IMG_0398

1-IMG_0402

1-IMG_0403

1-IMG_0413

1-IMG_0414

1-IMG_0411    1-IMG_0408

No centro da cidade está a catedral e  muitas lojinhas vendendo souvenires católicos. A imagem da Virgem na gruta é bem afastada dali. Fica no cume de uma montanha.

Eu gostei muito do visual da Bósnia.

1-IMG_0418

1-IMG_0417

1-IMG_0415

Não sei se pelas fotos dá prá ver, mas os vales são de uma altitude bem grande porque Medjugorje está localizada a 200 metros acima do nível do mar.

Foi uma parte da nossa viagem bastante mística, que estivemos em silêncio, cada um com seus pensamentos mas em uma grande harmonia.

Levou um pouquinho mais de tempo que nós havíamos pretendido, porque pegamos um pouco de tráfego para atravessar a fronteira de volta para a Croácia. Mas valeu a pena!

De volta para a estrada. O cenário era tão incrível que eu não conseguia parar de tirar fotos nem de dentro do carro.

1-01dd08c1673bbb17f56d0c88060e530a6bdd74ebaa

1-019678f031a3fd3800b786cec77246731d226a1ca3

1-IMG_0447

1-IMG_0440

1-IMG_0437

1-IMG_0435

1-IMG_0429

1-IMG_0428

1-IMG_0427

1-IMG_0425

1-IMG_0424

1-IMG_0454

Dubrovnik– Croácia

O que dizer dessa cidade? Estupenda!

Será que é suficiente? Vou tentar descrever.

Chegamos ali no entardecer. Da estrada, dava prá ter ideia do cenário que nos aguardava.

Lembra quando eu falei que ter um Smart é tudo na vida? Pois é, nessa hora foi bom mesmo. Estacionamos o carro  na estrada em uma vaga que só cabia ele mesmo. Para entrar no hotel, que na verdade era uma casa com apartamentos externos para aluguel, tinha que descer uma escada super íngreme. Nessas horas, se você tem uma mala pesada demais, vai sofrer as consequências.

Bem, eu só me dei conta do lugar que eu iria conhecer quando abri a porta da sacada e dei de cara com uma cidade murada no meio do oceano que era a visão mais linda do mundo para um turista. Só de lembrar me dá vontade de rir, porque aquilo me fez feliz de verdade!

1-0143772f8612899bc9e825a8337df6cd34b3f534b8

1-IMG_0464

Saímos apressados para conhecer a cidade. A dona do hotel, muito simpática, não falava inglês mas se fez entender. Os croatas são um povo muito simpático. Ela nos disse para sair pela porta dos fundo e ir andando e descendo as escadas até chegar no centro. Descemos uns mil degraus até chegar lá, mas o caminho era bem bonito, cheio de flores.

1-IMG_0474

1-IMG_0470

Dubrovnik fica no pé de um monte chamado São Sérgio. É conhecida como ” A pérola do Adriático” . É uma cidade murada de arquitetura medieval, cheia de bares, restaurantes, pubs e movimento. Muitíssimo bela por dentro e por fora.  E por todos esses motivos classificada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco.

1-018358a115bfc5e45312a923155deaf79dc8946082

1-IMG_0478

1-IMG_0476

1-IMG_0485

1-IMG_0483

1-IMG_0500
1-IMG_0503

1-IMG_0481 1-IMG_0493    1-IMG_0506
1-016cbbb37c38418596a05e8d3788e63494b04e021a

1-0164e98a8cf3b78f791ed485fda4713a23f17043d3

1-017cbcb1f1e58a0b0e9f8a6d820464123903c17a9c

Dentro da igreja de São Brás que fica bem no alto da cidade.

1-011d6420548f3890dd5e88322b6b6ec6e00d89ca15 1-0144e3d64078ae0d361e249deedd6c312da48b92f8

1-01831cbc3c6b2f7eb117be9f03301a30a2bd160d93

1-01308f5bf99272d518d600c8aaef36a59d0ec61cfb

1-015471ff0537be62c049ff2ce4354ac5037d1beadd

Encontramos até publicidade com o Neymar

1-01bdfd09378d04ebe52a7f77af430f1b74aed62aaa

1-IMG_0526

A vista da varanda  a noite.
1-01101ea9380fd073a4cc82dd367ffca4eaca819711

No dia seguinte fomos visitar essa praia que ficava na metade do caminho para Monte Negro. Um lugar bonito mas triste. Muitos casarões abandonados, vitimas das guerras do passado. Cheios de tiros nas paredes , bombardeados.

1-01705e7c054ee6831e9e7ee7625e2d8381b0690baf

1-01f9ff99aef3bf1f42885fdec5b5dd861f4da63a64

1-018a555f43b78cd134210bfa4cef75035982d4ef1b

1-01e37dcfd53d4b420f9051e0e23d7e7fb92a5fb490

1-01e69397200e6d9b05f829818e5fdad752bcbedb43

1-01e6001eea9799ad80cef7a0e0521a8b1905a5a1c7

1-01e448f715adb43f22c02540c297f3e9d59be7f4df

1-01c942fba99446526d8619e493920be4eb12d544ae Para quem quiser se aprofundar mais no turismo da Croácia, esse site pode ser bastante útil:

http://croatia.hr/en-GB/Homepage

A gente se divertiu muito lá, mas como a estrada é longa… e bela…pegamos a estrada rumo a Monte Negro.

3-Acquisizione a schermo intero 29052015 140549

É interessante como a estrada vai mudando. Os sinais de alerta dessa região, variam entre “Lobos na área” e “Ursos na área”

1-Acquisizione a schermo intero 29052015 125202     1-Acquisizione a schermo intero 29052015 124304-001

Na estrada:

1-IMG_0550

 1-IMG_0551

 1-IMG_0553

 1-IMG_0555

Budva – Monte Negro

Esse lugar fica entre a Croácia e a Albânia. Nós decidimos que Budva em Monte Negro seria ideal para nós.

Para chegar lá, é preciso pegar uma balsa. É bem rápido, uns 15 minutos no máximo. Para atravessar de Kamenari a Lepetani .

Kamenari são as pedreiras do lado da Croácia e Lepetani no lado de Budva.

Para quem precisar de informações o site da companhia é http://www.ferry.co.me/

1-01b019723a474ed9c52823336ac6e81883ec9a15e2

1-IMG_0539

1-Acquisizione a schermo intero 29052015 141032Ps.: mapa retirado do site https://ukraines.files.wordpress.com/2010/12/mapa-monumentos-montenegro.jpg

Monte Negro teve uma longa história até os dias de hoje. Mas para encurtar eu vou falar dos tempos mais atuais. Monte Negro depois de ter sofrido o domínio Austro – Húngaro, foi integrado na ex – Iugoslávia.

Sofreu até um cisma que quase destruiu toda a cidade, mas hoje em dia, foi toda reconstruía e o que se vê, muito além de desastres e guerras, é um lugar lindíssimo, cheio de praias belíssimas, gente jovem, uma vida noturna intensa, cheio de bares, discotecas e restaurantes, cafés, hotéis para todos os bolsos e um centro histórico muito lindo com direito a panorama digno de muitas fotos.

1-IMG_0558

1-IMG_0559

1-IMG_0566


1-IMG_0563

1-01d4b17767591137d0d948fdaddd135201ae316d2a

1-011242e94dcdec34340d38d83c0eadb0357209ec27

1-IMG_0570

1-IMG_0659

1-015a450ec59092cec642a4f92e77df91672f4b8923

1-016f10b6f93cb66f03d5dcdab211b5a306fb3a8c37

1-01dc8b80d7fbfc4e2695620d78577132b642fb4c94

As praias são cheias de turistas. Nessa época do ano faz muito calor. E a água do mar é transparente.

A Citadela é uma cidade murada , incrustrada na rocha, praticamente dentro do mar. Sabe cenário de filme?

1-IMG_0574

1-IMG_0579

1-IMG_0585

1-IMG_0587

1-IMG_0591

1-IMG_0593

1-IMG_0594


1-IMG_0603

1-IMG_0608

E com o calor que fazia, um drink não é nada mau!

1-IMG_0619

O movimento das praias vária entre, praia familiar, praia da balada e praia para relaxar. Sabe de uma coisa, todas elas eram lindas!

1-IMG_0650

1-IMG_0655

1-IMG_0654

 1-IMG_0653

E nós fomos visitar Sveti Stefan que fica há 2 km de Budva. Ali tem um resort e a coisa funciona diferente, é possível pagar para dar uma olhada, ou se quiser ficar na praia precisa estar hospedado no hotel.

1-IMG_0633

1-IMG_0636

1-IMG_0646

1-01df520e4b2bdcd453449ea45c9215057c9d17618e

1-IMG_0627

E depois de muito nos divertir ali,  tanto que nós até resolvemos ficar umas noites a mais, retornamos para a estrada , dessa vez rumo a Albânia. Nós precisávamos chegar lá, porque era da Albânia que sairia o tragueto  de volta para a Itália.

1-IMG_0668

A estrada até lá era bem bonita e dava muitos sinais do ritmo de vida deles. Muitas áreas verdes, plantações e animais na pista. Mas a cidade foi se aproximando…

1-IMG_0663

1-012cfdc55b8beb1e2ec5f8d06bc6c41049839f8a42

1-IMG_0671

1-IMG_0670

Paramos nesse ponto para fazer um lanche. Dá uma olhada na lata da Coca. Le Le O Brasil!

1-IMG_0680

1-IMG_0674

1-01831dcbfaa0327c390c0996c549245b35eaa527f9

 1-IMG_0686

Tirana – Albânia

1-IMG_0692

Chegamos na capital da Albânia .Foi um giro rápido por lá, o suficiente para dar uma olhada  nas avenidas principais e em alguns pontos históricos, vou mostrar um pouco das fotos que fiz de dentro do carro mesmo , antes de seguirmos para Durrës de onde saia o tragueto.

1-IMG_0689

1-IMG_0690 1-IMG_0698

1-IMG_0701

1-IMG_0702

1-IMG_0697

Durrës

Essa é uma das cidades mais antigas da Albânia.  Fizemos um outro giro rápido enquanto esperávamos o horário de embarcar.

1-IMG_0729

1-IMG_0711

Foi um dos lanches mais estranhos que eu já comi. Era um tipo de carne prenssada, com batatas fritas murchas no interior. E vinha com um palitinho porque era muito melecado.  E acho que eu fui a única que achou ruim porque a lanchonete estava lotada. Vai entender o gosto do povo…

1-01a8b41023af53af3e44954e66d431e05c809fff4a

1-IMG_0710

1-IMG_0709

1-IMG_0713

1-IMG_0719

1-IMG_0724

1-IMG_0706

O porto de lá, dista 300km do porto de Bari, para onde nós estávamos indo.

Para quem quiser mais informações sobre o tragueto, esse é o site:  http://www.aferry.com/bari-ferry.htm

Embarcamos e no dia seguinte, de manhã, chegamos em Bari na Itália.

1-IMG_0737

1-IMG_0735

1-IMG_0733

Sabe, depois de todos esses anos morando na Itália, devo dizer que é sempre bom retornar a casa. Mesmo ainda estando muitos quilômetros de Firenze, se comunicar numa boa, comer bem e estar protegido pelos seus direitos de cidadão não tem preço.

Fazer o que? Meu corpo é acomodado, mas minha alma é de turista.

Bari – Itália

1-IMG_0738

1-IMG_0739

1-IMG_0740

E já que estávamos ali , fizemos algumas fotos também. Mas não nos estendemos muito porque era Nápoles a nossa meta.

1-IMG_0742

1-IMG_0743

1-IMG_0744

1-IMG_0748

1-IMG_0753

1-IMG_0749

E pegamos a estrada de novo

1-IMG_0757

1-IMG_0758

1-IMG_0759

Nápoles

Te amo? Te odeio? Te amo e te odeio!

Eu sempre sonhei em conhecer Nápoles, porque apesar de tudo o que dizem do povo napolitano, eu adoro o dialeto deles, e a comida e também a tradição.  Mas como toda cidade razoavelmente grande paga o preço cruel do descaso, as minhas impressões pessoais ainda são incertas a respeito do meu amor por Nápoles.

É assim, tem o lado da orla da praia , cuidada pela administração dos hotéis luxuosos e tem o lado do resto da cidade que apesar de muito charmoso com suas ladeiras cheias de tratorias, galerias  e bares, sofre com a poluição.

De qualquer forma eu adorei ter ido prá lá, nós caminhamos bastante e visitamos pontos turísticos. Estão aí, algumas fotinhos.

1-IMG_0772

1-IMG_0777

1-IMG_0781

1-IMG_0783

1-IMG_0784

1-IMG_0792

1-IMG_0796

1-IMG_0806

1-IMG_0802
1-IMG_0807

1-IMG_0816

1-IMG_0817

Bem… hora de voltar prá casa.

O que?

Ainda não! Só mais um destino, diz que sim?!?!

Simmmm!

E lá fomos nós, no caminho de volta para Firenze, resolvemos dar uma olhada lá nas ruínas de Pompéia.

1-Acquisizione a schermo intero 28052015 192017

Para quem não conhece a história de Pompéia , vou resumir. Pompéia é uma cidade que fica aos pés do Vulcão Vesúvio. Em 79 d.C. o vulcão entrou em erupção e e acabou com a cidade. Não foi apenas por causa da lava, mas também pela fuligem que cobriu a cidade de cinzas o que ocasionou uma reação química que protegeu tudo o que estava lá de forma a deixar intacto corpos, animais e todo o ambiente em si.

É impressionante o tamanho do parque arqueológico. Apesar de ser um lugar muito bonito, porque de alguns pontos dá prá ver o relevo em volta, é também um pouco triste enquanto ficamos imaginando aquela realidade.

1-IMG_0882

1-ticket

1-IMG_0821

1-IMG_0826

1-IMG_0823

1-IMG_0828

1-IMG_0830

1-IMG_0831

1-IMG_0848

1-IMG_0860

1-IMG_0863

1-IMG_0865

1-IMG_0870

1-IMG_0875

1-IMG_0877

1-IMG_0879

Nesse momento, eu parei para pensar e tentar compreender que existem coisas na vida que ninguém pode controlar. A Mãe Natureza, é também senhora da razão.

Foi uma viagem incrível, e depois de muito rodar por essas estradas sem fim, aprendi muitas coisas novas e curti esse verão lindo da Europa.

E no caminho de volta prá casa, fomos abençoados…

1-IMG_0884

1-IMG_0891

Se eu faria essa viagem de novo?

Hum…se eu disser que sim, a gente pode ficar uns dias a mais?